sexta-feira, 11 de março de 2016

POR QUE VOCÊ NÃO DEVE PARAR DE MALHAR NO INVERNO

FITNESS
Eu sei, eu sei. Levantar da cama cedo nos dias frios dá uma preguiiiiiiça… Sair de casa para malhar, então? Nem fala uma coisa dessas. Parece até que seu edredon te envolve com força, impedindo você de começar sua rotina. Mas isso é porque provavelmente você ainda não sabe que o inverno pode ser o melhor amigo dos seus exercícios. Duvida? Veja só:


♥ Nesta época do ano fica mais fácil emagrecer
Você esperava por essa? Pois é. Quando as temperaturas estão mais baixas, ocorre um aumento da demanda de energia pelo corpo. Nosso metabolismo fica mais acelerado porque o corpo precisa se manter aquecido. Então, qualquer atividade já faz com que a gente gaste mais calorias. E isso, é claro, é um ótimo incentivo para a malhação. Isso significa que os seus exercícios vão ter um efeito mais rápido do que nas outras estações do ano.
♥ O corpo fica menos cansado no frio
Com isso, você pode aproveitar a estação para começar a praticar aquela atividade mais difícil, que você está adiando há meses para experimentar. Que tal?
♥ Você cuida mais da alimentação
Malhando no inverno, você continua consciente de que precisa se alimentar bem. Em vez de enfiar o pé na jaca sem culpa e só voltar a frequentar a academia na primavera, seu projeto fitness continua em andamento ∼ e você fica bem menos tentada a devorar guloseimas.
♥ Seu sistema imunológico fica protegido
Este já é um efeito comum no organismo de quem pratica atividades físicas: as gripes, resfriados e alergias respiratórias ficam cada vez mais raras {ou até mesmo deixam de aparecer}. O sistema imunológico fica mais resistente, e você livre de doenças. Ao continuar malhando no inverno, essa proteção tem vida longa.
♥ E, é claro, você fica pronta para o verão
Tem coisa melhor do que saber que não será preciso suar em dobro na academia para queimar todo o peso extra adquirido com a comilança desenfreada e a preguiça no inverno? Tendo se exercitado na estação em que a queima de calorias é ainda mais favorecida e continuado a controlar o cardápio diário, você já sai na frente e pode encarar a praia e as roupas curtas sem medo.
Agora que você já tem pelo menos cinco motivos para não se render à falta de vontade de malhar no frio, vamos a algumas dicas preciosas para você passar os próximos meses se exercitando com segurança:
♥ Capriche no aquecimento e no alongamento
No inverno o corpo demora mais tempo para ficar aquecido e os músculos ficam mais tensos. Por isso, para evitar lesões ou problemas sérios durante a atividade física, faça pelo menos 15 minutos de alongamento ou aquecimento antes de começar, e no mínimo 10 minutos de alongamento no final.

♥ Hidrate-se
O clima frio dá aquela falsa sensação de que você não está com sede. Mas alguns especialistas afirmam que o consumo de líquidos durante a atividade física no inverno deve ser redobrado. Treinos de mais de uma hora, por exemplo, requerem maior cuidado ∼ pois, além de líquido, é preciso repor também os sais minerais, como o sódio, que regula os fluidos corporais. Se você não gosta de água, tente variar as opções: chás e sucos naturais são boas opções.
♥ Acerte na roupa
Tenha cuidado com os excessos. Roupa demais causa calor demais, o que não é bom para você. Sem falar que o peso delas pode influenciar no desempenho do treino ou dificultar os movimentos. Evite também roupas largas, pois elas podem ficar presas nos aparelhos de ginástica, provocando acidentes. E mais uma dica importante: não saia no frio com a roupa suada. Sempre troque seu agasalho ou sua camiseta por outra peça seca para manter a temperatura do corpo.
♥ Falta incentivo? Chame um amigo!
Nada melhor do que uma boa companhia para essas atividades. Você ganha um grande incentivador e ainda descobre que o exercício fica mais divertido quando feito com alguém que você gosta.

E você? O que faz para manter a forma no inverno? Conte para a gente!

Exercícios físicos no frio: entenda por que é tão importante!



Exercícios físicos no frio: entenda por que é tão importante!

O friozinho , ou pelo menos dias mais "amenos" e fresquinhos começaram a aparecer em alguns locais do país. Se com a chegada do frio, você desanima do seu treino, leia já esse post.
Se você está "parada", leia também, pois malhar no frio tem inúmeras vantagens.

Prezado leitor, esse tempo frio é mais que perfeito pra se jogar embaixo do edredom e esquecer a malhação de todo dia, certo? Errado! Por mais que seja complicado levantar da cama mais cedo pra malhar, esse é um sacrifício que vai compensar muito no fim da estação. Mesmo porque é no inverno que a nossa gula atinge picos assustadores. Mas esse não é o único motivo que deve incentivá-lo a ir à academia com mais frequência, não.



Por que malhar no inverno é tão benéfico?

Nesse período, nosso organismo acaba queimando mais calorias naturalmente – isso porque o organismo precisa de mais energia pra se manter aquecido, ou seja, há um aumento no gasto energético pra cada atividade que fazemos, e a prática de esportes está mais do que inclusa nisso.



Sem contar que... nos dias frios, é normal comer mais, uma vez que queimamos mais energia e sentimos mais fome. O perigo são as comidas típicas de inverno, supercalóricas, como sopas cheias de queijo, chocolate quente e afins. Aí quando chega a época do verão, quem acumulou muita energia durante o inverno, não consegue perder todos os quilinhos adquiridos e acaba passando chegando ao verão com um pouco mais de peso. Além disso, é fato que quem abandona e recomeça os exercícios com frequência tende a ganhar mais peso, comparado a pessoas que persistem na malhação. 



O mito do suor

Várias pessoas acreditam que se estão malhando e não suam é sinal que o exercício não está surtindo efeito. Grande mentira! Esqueça já essa história de que o suor é sinônimo de maior queima de calorias. O suor é apenas perda de água e de sais minerais, não está relacionando à queima energética. Ou seja, não há motivo pra você correr sob o sol do meio dia ou mesmo usar mais roupas enquanto pratica esporte para suar mais. Isso porque toda a água que você perder, vai precisar repor depois, caso contrário ficará desidratado. O ato de suar é apenas a transferência de calor de dentro para fora e, desse jeito, manter a temperatura interna do organismo.



Ajudinha pra emagrecer

Se uma de suas vontades é perder peso, pode se beneficiar com as mudanças fisiológicas do corpo provocadas pela diminuição da temperatura, já que o frio potencializa os exercícios e aumenta seus efeitos. Mas não vale malhar sem ajuda profissional. Peça ajuda a um profissional de educação física e, antes, caso você não pratique nada, faça um check-up pra saber se tudo bem você encarar a malhação, combinado?



Drible a preguiça

Se você até se animou com os benefícios de malhar no inverno, mas ainda acho complicado vencer a vontade de ficar na cama, vamos às dicas!



Prefira a academia: treinar ao ar livre nesse período é complicado e arriscado – você pode facilitar e pegar uma gripe, por exemplo. As academias são climatizadas e facilitam a malhação, uma vez que lá dentro você nem vai precisar de um tantão de blusa. 



Escolha um horário melhor: de repente, trocar a malhação matutina pelo horário do almoço é uma boa troca, já que a temperatura não estará mais tão congelante. O ideal é que você faça o horário mais adequado a seu ritmo.



Excesso de roupas: se você vai malhar na academia, não precisa de um monte de casaco, que vai limitar seus movimentos. Use calça, camiseta e um casaco até chegar à academia e aquecer. Depois, retire o casaco pra que você não perca mais água que o necessário.



Cuidados extras no frio

Hidratação:
 beber água continua sendo fundamental, mesmo que você não sue tanto quanto no verão. Continue levando sua garrafinha pra academia e vá tomando goles de água mesmo que não sinta sede. A falta de hidratação pode causar câimbras doloridas e prejudicar seu desempenho.



Aquecimento e alongamento: as lesões provocadas por esportes são bem mais comuns nessa época. Mas isso só acontece se você não se alongar nem se aquecer corretamente. Chegando à academia, o primeiro passo é alongar. Em seguida, aqueça na esteira ou na bicicleta por cerca de 20 minutos e só depois encare a malhação de costume. O instrutor da academia apode (e deve!) ajudar você nessa tarefa. Não se esqueça: lesão não é só coisa de atleta profissional, acontece com gente comum, como eu ou você.



Espero de verdade que esse texto tenha incentivado você a praticar atividade física. Ela é necessária em qualquer época do ano, nosso corpo não foi feito pra ficar parado e a malhação ajuda a deixar você bem-humorado, previne várias doenças e, claro, deixa o corpo mais bonito! Mas lembre-se que a orientação de um educador físico sempre é necessária!
E aquela velha máxima, que "corpos de verão são construídos no inverno" é a mais pura verdade, então, vamos lá galera???


texto de Daniela Hueb

Picolinato de cromo: entenda como ele pode reduzir o apetite por doces

Picolinato de cromo: entenda como ele pode reduzir o apetite por doces

Especialistas respondem se o picolinato de cromo pode ajudar a controlar a vontade de comer doces

Você acredita que conseguiria manter a linha na dieta se não sentisse aquela necessidade de atacar um brigadeiro? Estudos recentes apontam que o picolinato de cromo poderia inibir a vontade de comer doces, além de ajudar na perda de peso. De acordo com a nutricionista Andréa Uzeda, da Clínica Dicorp, "a principal função do cromo no organismo é potencializar os efeitos da insulina, o que promove a redução nos níveis de gordura corporal, a sensação de saciedade e diminui o apetite voraz por doces". 


Picolinato de cromo é um suplemento, em cápsula, que inibe o apetite por doces e um grande aliado nas dietas de emagrecimento.
Pessoas que fazem dieta podem se beneficiar dos efeitos do picolinato de cromo, já que quase todas as dietas têm algum tipo de restrição. A tentação é muito grande e algumas pessoas não resistem e quase sempre dão aquela fugidinha para comer um doce ou alguma guloseima.
O picolinato de cromo diminui essa vontade, muitas vezes descontrolada e ajuda a manter normais, os níveis de glicose no sangue.

Picolinato de Cromo, para que serve?

Ele potencializa a ação da insulina, cuja função é transportar a glicose presente na corrente sanguínea, para as células, que são transformadas em energia, evitando o aumento da reserva energética, que são as gorduras estocadas no organismo.

Benefícios do Picolinato do Cromo

picolinato-de-cromoO picolinato de cromo facilita a absorção da glicose, presente na corrente sanguínea, pelas células e evita que o pâncreas fique sobrecarregado em produzir insulina. Com uma menor taxa e açúcar no sangue, o risco de diabetes é menor.
A suplementação com picolinato de cromo auxilia na prevenção ao diabetes, ajuda na perda de peso e queima de gorduras.

Picolinato de Cromo emagrece?

O suplemento picolinato de cromo tem como função, ajudar no trabalho da insulina produzida pelo organismo, que é manter a taxa de glicose no sangue, em níveis normais.
Quem quer emagrecer pode utilizar o suplemento juntamente com a prática de exercícios físicos regulares, como uma simples caminhada e uma alimentação equilibrada. 
Alguns suplementos termogênicos, como a cafeína, podem ter sua ação potencializada, se usados juntamente com o picolinato de cromo, acelerando o processo de emagrecimento.

Substância ameniza a vontade de comer carboidratos em geral
Segundo a nutricionista funcional Gabriela Maia, "o picolinato de cromo é a forma mais bem absorvida pelo organismo do mineral cromo. A substância atua em enzimas ligadas ao metabolismo energético e age diretamente na regulação dos níveis de glicose sanguínea. Ele estabiliza os níveis de glicose, ameniza a fome e a necessidade de consumir alimentos ricos em carboidratos, como os doces".

Excesso pode prejudicar funcionamento dos rinsAntes de sair correndo para comprar um potinho de picolinato de cromo na farmácia saiba que o excesso deste mineral no organismo pode ser nocivo à saúde. "Os efeitos colaterais incluem dores de cabeça, insônia, diarreia e vômitos. Em casos graves pode levar a sérios danos hepáticos, anemia profunda e insuficiência renal", explica Andréa. Gabriela Maia completa: "Foram encontradas mutações genéticas e danos ao DNA de ratos que ingeriram altas doses de cromo. Os estudos são preliminares, mas apontam a necessidade de acompanhamento de profissionais especializados no consumo e na suplementação da substância". 

Brócolis e maçã são fontes ricas em cromoMas é possível encontrar o cromo na natureza? Sim! "Brócolis, nozes, fígado, ameixa, nozes, maçã com casca, levedo de cerveja, cereais integrais, queijos, cogumelos, espinafre e vinho são fontes ricas em cromo", diz a nutricionista Andréa Uzeda. Ela explica que os estudos sobre a dosagem recomendada de picolinato de cromo ainda são controversos, mas ela não recomenda a ingestão diária superior a 200mcg da substância. 

A nutricionista Gabriela Maia explica que a deficiência de cromo no organismo é rara, já que precisamos apenas de pequenas doses diárias. "O uso isolado de nenhum suplemento vai garantir o milagre do emagrecimento. A prática regular de exercícios físicos e a reeducação alimentar são fundamentais para a perda de peso", conclui a nutricionista funcional Gabriela Maia

Encontre-nos no Facebook

Total de visualizações de página

Seguidores