segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

"Equilibre sua Dieta e Vai Emagrecer!"


Para emagrecer é fundamental antes compreender quais são os principais fatores que fazem com que engorde, que geralmente é dito apenas que engordamos por comer muito, mas isso não é verdade o que realmente faz você engordar é comer errado, quantidade até pode exercer um pouco de influência mas pouco mesmo. A grande questão é que quando nos alimentamos da forma errada acabamos desregulando todo nosso sistema hormonal e com isso qualquer excesso de calorias acaba se tornando gordura localizada com facilidade.
Uma alimentação rica em carboidratos simples (farinhas brancas) faz com que o organismo acabe sofrendo frequentes picos de insulina, com isso estamos promovendo as condições ideais para o armazenamento de gordura. Já as pessoas que optam por fontes de carboidratos complexos tendem a não ter os mesmos picos de insulina, a tendência é que esta fique estável, o que é ainda melhor é o fato de que sentem menos fome.
Por sentir menos fome ao consumir mais alimentos integrais e ricos em fibras mesmo sem fazer grandes esforços acabamos fazendo uma dieta equilibrada, afinal já não estaremos consumindo alimentos muito calóricos e com altas taxas de glicemia, o metabolismo tende a acelerar devido à maior dificuldade na digestão de carboidratos complexos e não armazenaremos gordura com tanta facilidade porque a insulina está mais estável.

Alimentos Integrais são Mais Saudáveis!

Além do benefício direto (que é emagrecer) ao consumir mais alimentos integrais notará outros benefícios para sua saúde, como por exemplo uma maior disposição para praticar exercícios. Como os níveis de glicemia vão estar mais estáveis a tendência é que tenha mais energia no decorrer do dia, com isso terá um melhor desempenho ao praticar esportes, mais uma vez facilitando seu emagrecimento.
Os alimentos integrais passam por menos processos industriais, portanto possuem menos produtos químicos (potencialmente tóxicos) e mais nutrientes, muito dos nutrientes dos alimentos são perdidos durante alguns processos químicos, ao consumir alimentos integrais terá uma alimentação mais nutritiva. Mais nutrientes nos alimentos significam que poderá se alimentar bem mesmo consumindo quantidades menores de comida.
Por ter uma quantidade menor de produtos químicos adicionados a seus alimentos já estará facilitando a próxima etapa de seu emagrecimento, que é um período de detox. Fazer a desintoxicação do organismo é fundamental para emagrecer, sem isso continuará com retenção de líquidos e pequenos processos inflamatórios que promovem o crescimento de gordura localizada com mais facilidade, veja a seguir como é simples desintoxicar seu organismo.

Detox, Simples e Eficaz Contra as Gordurinhas…

Para sentir com mais facilidade os efeitos benéficos de uma alimentação rica em alimentos integrais é importante estar com seu organismo desintoxicado, para isso basta seguir apenas 3 etapas simples, que são:
Dieta detox: antes mesmo de fazer alterações em sua alimentação no dia a dia para alimentos integrais poderá fazer uma dieta detox, que será uma fase de ataque contra as toxinas. Este tipo de dieta é elaborada com cardápios em que os próprios alimentos possuem características que ajudam a desintoxicar. Já nesta dieta poderá notar que o aspecto de inchaço irá diminuir muito ou até mesmo desaparecer e ainda perderá alguns quilos referentes a líquidos retidos.
Sucos detox: estes sucos ajudam a manter o corpo livre de toxinas, pode tomar sucos detox durante a dieta detox e depois também. Não há necessidade de consumir grandes quantidades de suco detox, mas é importante que tenha frequência em seu consumo.

Beber mais água: o principal recurso de desintoxicação do organismo é através de diurese, mas para que isso funcione adequadamente é preciso que esteja com seu corpo sempre muito bem hidratado, portanto beba água.

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

A importância dos alongamentos

A importância dos alongamentos

Alongamento é útil tanto para a prevenção de lesões quanto para seu tratamento. Se feito corretamente, o alongamento aumenta a flexibilidade e isso se traduzirá na redução do risco de lesões. A razão é que um grupo de músculos e tendões com uma maior amplitude de movimento passivo, terão menor probabilidade de distender. O alongamento também melhora a recuperação dos exercícios diário e pode melhorar o desempenho atlético. Além disso, uma maior flexibilidade do pescoço, ombros e parte superior das costas podem melhorar a função respiratória.


Como alongar?

Existem três métodos de alongamento: estático, balístico e facilitação neuromuscular proprioceptiva (FNP). O método estático é recomendado para a maioria dos atletas, uma vez que é menos provável de causar ferimentos. Balísticos (saltos) e FNP são provavelmente melhor reservados para poucos que têm experiência em seu uso. Para obter o máximo benefício de sua rotina de alongamento estático, minimizando lesões, o alongamento deve ser feito depois de exercícios de aquecimento, como corridas ou polichinelos. O aumento do fluxo sanguíneo para os músculos auxiliares ajuda nos ganhos de flexibilidade e é um componente importante para a prevenção de lesões. O alongamento estático é feito movendo-se lentamente uma articulação até sua máxima amplitude de movimento. Um suave “puxar” a sensação deve ser sentida no músculo desejado. Esta posição deve ser mantida entre 15 – 20 segundos. Não estique a ponto da dor, uma vez que isto é sinal de uma lesão no músculo bem próxima. Dentro de uma sessão de alongamento, cada grupo muscular específico deve merecer a devida atenção para ganhar progressivamente mais flexibilidade. Um conjunto de 3-5 alongamentos é provavelmente suficiente para obter o máximo da rotina, com duração entre 20 e 30 minutos. Também é uma boa idéia começar com o pescoço e progredir até os pés. Isto permite-lhe tirar partido dos ganhos de flexibilidade dos grupos musculares previamente esticados. O alongamento deve ser feito também após o treino, em um processo de desaquecimento da prática do esporte ou exercício. O trecho pós-treino ajuda na recuperação dos grupos musculares e impede o acúmulo  de ácido lático nos músculos.

Encontre-nos no Facebook

Total de visualizações de página

Seguidores